Policia Federal realizou apreensões no Previ- Japeri hoje


A Polícia Federal realizou na manhã desta quinta-feira (12), apreensões de documentos e computadores para apurar supostas fraudes na aplicação de recursos do Instituto de Previdência Municipal em fundos de investimentos com debêntures sem lastros, emitidas por empresas de fachada. A operação da Polícia Federal, Encilhamento realizou 60 mandatos em 28 cidades do Estado.  Em nota, o presidente do Previ-Japeri, Ricardo Stancato Chispim,

 a operação objetivou a busca de informações sobre infrações apontadas na hipótese criminal, onde estão envolvidos investimentos dos anos de 2016 com os fundos TMJ e Tower Bridge, realizados nas gestões passadas. A nota oficial do Previ-Japeri informa que as investigações realizadas nesta quinta-feira  dão conta da má gestão de governos anteriores e geraram um rombo de mais de 60 milhões de reais.  "Somente em Japeri, as aplicações em fundos de investimento de longo prazo de governos passados chegam a R$ 60 milhões, além de um rombo de R$ 23 milhões com estouro da taxa de administração, falta de repasse do auxílio doença e da contribuição patronal, que o prefeito Carlos Moraes está cobrindo de forma parcelada, através do Tesouro Municipal", diz a nota.  O prefeito da cidade, Carlos Morais também emitiu nota oficial agradecendo a chegada da polícia federal na cidade para investigar o caso. “Não só cumprimento, como parabenizo o delegado federal Alessandro Magalhães de Moraes, responsável pela operação desta quinta-feira. Estaremos sempre à disposição para ajudar no que for possível a desvendar os crimes que governos anteriores praticaram contra os servidores de Japeri. Hoje, não obstante a crise econômica que enfrentamos ao assumir a Prefeitura, ainda estamos cobrindo, com muito sacrifício, um rombo encontrado no Previ-Japeri deixado por meus antecessores”, disse o prefeito Carlos Moraes. Em Japeri, a Polícia Federal apreendeu computador, atas, extratos e demais documentos relativos a investimentos de longo prazo com recursos do Previ-Japeri, de 2016 para trás.       


12 visualizações0 comentário

Quem somos

O Estúdio de Criação  foi criado como micro empreendedorismo Individual - MEI em 2010 número:  12.649.813/0001-96 tendo como diretora executiva a jornalista e radialista Dine Estela que atua neste mercado há mais de 20 anos.  

 

                                                                                         Canal de Notícias

           “MINHA BAIXADA”

Este é um dos canais de divulgação próprios da empresa “Estúdio de Criação -  MINHA BAIXADA” que consiste na produção de um site atualizado diariamente com notícias de toda a Baixada Fluminense. O site conta ainda, com colunistas que falam sobre diversos temas e ainda uma  TV WEB com matérias em vídeo, além da produção de um jornal mensal, formato tablóide estendido (tabloide americano)  com tiragem de 25 mil exemplares e distribuição gratuita em toda Baixada Fluminense e Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Diretora presidente: 

Dine Estela (jornalista responsável)

Diretor Comercial:

Fabrícius Custódio Caravana

(advogado)

Colaboradores:

Claudia Maria (jornalista)

Paula Menezes 

Alex  Soares

Professor Jorge Dahl

Leandro  Batista

Sheila Firmino

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
             SIGA-NOS
Contato
minhabaixada@gmail.com
21970387270 
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now