Inventário turístico do ‘Baixada Verde’ começa por Japeri


A Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFFRJ) iniciou um levantamento sobre as potencialidades turísticas e culturais dos municípios de Japeri. O projeto, em parceria com a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Esporte, Turismo e Lazer, está sendo realizado por meio de visitas de campo, com a participação de alunos do curso de turismo para fazer parte do inventário turístico da Baixada Verde. O inventário turístico é uma das ações do Plano Estratégico Baixada Verde, de iniciativa da Secretaria de Estado de Turismo do Rio de Janeiro (SeTur), com apoio do Sebrae/RJ e da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Japeri foi o primeiro município visitado pelo Observatório do Turismo do Baixada Verde. As ações de campo aconteceram nos dias 25 e 26 de abril. “Temos dados de Seropédica e Nova Iguaçu que precisam ser atualizados. Mas Japeri é o primeiro município a ser visitado dentro do projeto Observatório do Turismo, que é uma das ações do Baixada Verde. Todos os dez municípios do Baixada Verde serão visitados. Magé será a próxima cidade”, explicaram as professoras do curso de Turismo do Campus Nova Iguaçu, Isabela de Fátima Fogaça, de planejamento e organização do turismo, e Tereza Cristina Mendonça, docente de Teoria Geral do Turismo da UFFRJ. O levantamento em Japeri foi dividido em três ações. No primeiro dia, os alunos foram recebidos por integrantes das secretarias municipais, responsáveis pela iniciativa, para uma apresentação sobre a história do município, ações que estão sendo desenvolvidas e projetos para as áreas. VISITA AOS PONTOS CULTURAIS O encontro teve a participação dos secretários José Célio de Araújo, o Celinho (Esporte, Turismo e Lazer), Marcos Arruda (Cultura) e Vinícius de Oliveira Araújo (Urbanismo e Habitação), além da coordenadora de Turismo, Josilene Satyro; da diretora de Cultura, Daniella Beliago; e dos representantes da Secretaria Municipal de Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, a turismóloga Jeniffer Fernandes e o fiscal ambiental Paulo Garcia. Alunos e representantes da UFRRJ conheceram os pontos de cultura da cidade. No roteiro foi visitada a sede do Espaço Cultural Código, associação cultural sem fins lucrativos que possui a Cia. Código de Artes Cênicas, companhia profissional premiada no Estado do Rio de Janeiro. Os alunos conheceram ainda no Instituto Evangélico Augustinho Valério de Souza, o projeto de musicalização, que há 57 anos oferece aulas gratuitas de música para crianças de 7 a 15 anos. No roteiro também foram visitados o Cemitério Municipal, criado em 1944, a Paróquia Nossa Senhora da Conceição e o Grupo Cultural Ubuntu. BAIXADA VERDE NO GUIA TURÍSTICO O segundo dia de visita de campo, foi reservado para os pontos turísticos da cidade, como o Pico da Coragem, local utilizado para a prática de voo livre, o Rio Guandu, utilizado para a prática de canoagem, o morro da Pedra Lisa, local onde há vários projetos a serem implantados, o Campo de Golfe, entre outros. O Plano Estratégico foi elaborado com o objetivo de embasar ações para o desenvolvimento do turismo sustentável na Baixada Verde, formada pelos municípios de Japeri, São João de Meriti, Belford Roxo, Duque de Caxias, Magé, Mesquita, Nilópolis, Nova Iguaçu, Queimados e Seropédica. A demanda de estruturação do segmento surgiu depois que a Secretaria de Estado de Turismo instituiu como denominação turística da região o termo Baixada Verde, fazendo jus ao fato de que um terço da área verde da Região Metropolitana do Estado está na Baixada Fluminense. O termo Baixada Verde será incluído nos guias turísticos oficiais do Estado, como materiais impressos e digitais.


42 visualizações0 comentário