Ministério da Saúde libera novo fumacê para combater mosquito da dengue em Japeri


O prefeito de Japeri, em exercício, Cezar Melo, e o secretário municipal de Saúde, Charles Gonçalves, receberam, na sexta-feira (31), das mãos do ministro da Saúde, Gilberto Occhi, a chave da caminhonete (pick-up) 0 km, que vai auxiliar as ações de vigilância em saúde no município. Também conhecido popularmente como fumacê, o novo veículo será dotado de aparelho que lança no ar fumaça de substância para matar mosquitos.

O evento, realizado na sede da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio, beneficiou também outros 13 municípios. Os novos veículos vão reforçar a estrutura do estado no combate a vetores do mosquito Aedes AegYpti, responsável pela transmissão de doenças, como dengue, zica e chikungunya. Gilberto Occhi disse durante a solenidade que conta com o apoio de todas as prefeituras para combater, não apenas as endemias relacionadas ao mosquito Aedes Aegypti, mas todas as demais endemias. “Todos nós, individualmente, somos responsáveis por ações de prevenção e promoção à saúde”, frisou o ministro.

Para Cezar Melo, a parceria do Governo Federal chega em boa hora para ajudar a Prefeitura a intensificar ainda mais as ações de combate a endemias, protegendo os japerienses do mosquito que já matou, em todo o país, apenas em 2018, 92 vítimas da dengue, duas outras da zica, além de ter provocado mais 23 óbitos por conta da chikungunya.

AGIR NA PREVENÇÃO


Na avaliação do secretário de Saúde, esse é o momento de unir forças, para que a cidade possa reduzir o número de criadouros do Aedes Aegypty e assim impedir o mosquito de nascer. “A dengue é uma doença grave, que pode levar a morte”, advertiu, conclamando a população a ajudar a Prefeitura a combater às endemias no município.

O secretário lembrou ainda que a melhor forma de se evitar a proliferação do mosquito Aedes Aegypti é combatendo os focos de acúmulo de água, locais propícios para sua criação. Para isso, segundo ele, é importante não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d´água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros, ou seja, todos os materiais que podem facilmente ser retirados e eliminados enquanto potenciais criadouros.


3 visualizações0 comentário