Árvores de 500 anos recebem cuidados de agentes municipais em Queimados


Duas árvores com cerca de 500 anos cada estão recebendo atenção especial da Prefeitura de Queimados. Equipes das Secretarias Municipais de Ambiente e Defesa dos Animais e de Conservação e Serviços Públicos realizaram, nesta terça-feira (25), um estudo na Estrada Olegário Dias, no bairro Valdariosa, para avaliar a necessidade de uma série de intervenções que fortaleçam raízes, troncos e galhos das espécies a fim de evitar acidentes.

Durante a ação, os biólogos da SEMADA constataram a necessidade de poda e retirada de cactos e trepadeiras do tronco das árvores, apesar do bom estado fitossanitário de ambas (avaliação do aspecto do vegetal em relação ao risco de queda). Assim que a análise foi concluída, agentes da Secretaria de Conservação e Serviços Públicos realizaram os serviços necessários ao longo do dia.

O trabalho das biólogas Stela Dalva Macedo e Salete Oliveira foi essencial nos cuidados a serem tomados: “Os cactos estavam pesando muito sobre os galhos e o risco de cair sobre as residências é grande. Estaremos atentos. Foi preciso a retirada de cerca de 30% do volume da copa”, afirmou Stela.

As árvores são conhecidas comumente como Orelha de Macaco - por causa da forma de seu fruto -, mas o nome científico da espécie é Enterolobium contortisiliquum. Elas medem mais de 1,5 metro de diâmetro e 26 metros de altura cada. Moradores da localidade afirmam que as árvores são tradicionais e motivos orgulho na região.

Uma delas fica na casa do DJ Magno de Almeida (30). Ele afirma ser apaixonado pela planta, mas reafirma a necessidade de cuidado com o vegetal, pois o tamanho da espécie já causou alguns prejuízos: “Nós amamos as árvores. Trazem pássaros e fazem uma sombra maravilhosa no quintal, mas já caíram galhos grandes aqui e até perdemos um carro por causa disso”, ressaltou.

#queimados #agentemunicipal #árvores #plantiodeárvores

15 visualizações0 comentário