A dificuldade de uma Identidade


Falar sobre cultura negra brasileira é falar da história da construção de um país, com uma diversidade plural de três etnias na sua composição. Sabemos das contribuições dadas pelo o Índio, o Negro e o Branco, na formação do povo brasileiro. Cada uma com as suas particularidades, suas riquezas, seus costumes, suas línguas, buscando com suas capacidades de construção, um pertencimento a história, seja ela local ou nacional.

A participação dos negros na construção da sociedade brasileira é evidente. É possível constatar sua influência desde simples superstições até o modo de viver do brasileiro. Na musica, na dançar, na culinária, no artesanato, na agricultura, na religião, no produzir e até mesmo o refletir foram características legadas por meio dos negros.

O Brasil foi um dos países que mais receberam populações africanas escravizadas (5,8 milhões de negros ao longo de três séculos e meio), sendo o último país ocidental a abolir a escravidão, em 1888. Conhecer nosso passado e suas nuances é essencial tanto para entendermos o presente, quanto para ajudarmos a traçar estratégias e planos para melhorar o futuro”, ressalta Alice Gomes.

É necessário salientar que o negro não veio sem cultura do seu local de origem. Ao entrar no Brasil ele viu uma realidade totalmente diferente da que vivia, para o colonizador eles eram considerados somente como escravos. O século 20, foi marcado pelo mito da democracia racial, demonstrou uma ideia de que o Brasil era uma nação miscigenada e de que aqui não existia racismo. Mas graças as diversas pesquisas e estatísticas, foi comprovado as diferenças sociais profundas entre negros e brancos no país, e hoje apesar de reconhecer sua existência, muitos não consideram seu problema.

O Brasil foi um dos países que mais receberam populações africanas escravizadas (5,8 milhões de negros ao longo de três séculos e meio), sendo o último país ocidental a abolir a escravidão, em 1888. Conhecer nosso passado e suas nuances é essencial tanto para entendermos o presente, quanto para ajudarmos a traçar estratégias e planos para melhorar o futuro”, ressalta Alice Gomes.

Acredito que, o papel do Movimento Social Negro no momento, é mostrar essa identidade racial de maneira positiva, desligando-a das imagens que predominam nos meios de comunicação, valorizando os agentes de todas as etnias, apresentando bons modelos de representações afirmativas.

Com a aproximação do mês de novembro, são realizadas várias atividades sobre Zumbi dos Palmares, desenvolvidas pelos organismos de Promoção da Igualdades Raciais, sejam Coordenadorias ou Superintendências e também pelos Movimentos Sociais Negros diversos, mais o grande desafio, parece estar justamente em demonstrar a historicidade da construção dessa identidade, e sobretudo, buscar meios de envolver toda sociedade sobre a necessidade de participação nesta causa, “ como diria Abdias do Nascimento , a luta contra o racismo e uma luta em defesa aos Direitos Humanos”.

#identidade #negra #escravidão #abolição #africa #populaçãoafricana #Brasil #culturanegra

3 visualizações

Quem somos

O Estúdio de Criação  foi criado como micro empreendedorismo Individual - MEI em 2010 número:  12.649.813/0001-96 tendo como diretora executiva a jornalista e radialista Dine Estela que atua neste mercado há mais de 20 anos.  

 

                                                                                         Canal de Notícias

           “MINHA BAIXADA”

Este é um dos canais de divulgação próprios da empresa “Estúdio de Criação -  MINHA BAIXADA” que consiste na produção de um site atualizado diariamente com notícias de toda a Baixada Fluminense. O site conta ainda, com colunistas que falam sobre diversos temas e ainda uma  TV WEB com matérias em vídeo, além da produção de um jornal mensal, formato tablóide estendido (tabloide americano)  com tiragem de 25 mil exemplares e distribuição gratuita em toda Baixada Fluminense e Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Diretora presidente: 

Dine Estela (jornalista responsável)

Diretor Comercial:

Fabrícius Custódio Caravana

(advogado)

Colaboradores:

Claudia Maria (jornalista)

Paula Menezes 

Alex  Soares

Professor Jorge Dahl

Leandro  Batista

Sheila Firmino

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
             SIGA-NOS
Contato
minhabaixada@gmail.com
21970387270 
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now