A dificuldade de uma Identidade


Falar sobre cultura negra brasileira é falar da história da construção de um país, com uma diversidade plural de três etnias na sua composição. Sabemos das contribuições dadas pelo o Índio, o Negro e o Branco, na formação do povo brasileiro. Cada uma com as suas particularidades, suas riquezas, seus costumes, suas línguas, buscando com suas capacidades de construção, um pertencimento a história, seja ela local ou nacional.

A participação dos negros na construção da sociedade brasileira é evidente. É possível constatar sua influência desde simples superstições até o modo de viver do brasileiro. Na musica, na dançar, na culinária, no artesanato, na agricultura, na religião, no produzir e até mesmo o refletir foram características legadas por meio dos negros.

O Brasil foi um dos países que mais receberam populações africanas escravizadas (5,8 milhões de negros ao longo de três séculos e meio), sendo o último país ocidental a abolir a escravidão, em 1888. Conhecer nosso passado e suas nuances é essencial tanto para entendermos o presente, quanto para ajudarmos a traçar estratégias e planos para melhorar o futuro”, ressalta Alice Gomes.

É necessário salientar que o negro não veio sem cultura do seu local de origem. Ao entrar no Brasil ele viu uma realidade totalmente diferente da que vivia, para o colonizador eles eram considerados somente como escravos. O século 20, foi marcado pelo mito da democracia racial, demonstrou uma ideia de que o Brasil era uma nação miscigenada e de que aqui não existia racismo. Mas graças as diversas pesquisas e estatísticas, foi comprovado as diferenças sociais profundas entre negros e brancos no país, e hoje apesar de reconhecer sua existência, muitos não consideram seu problema.

O Brasil foi um dos países que mais receberam populações africanas escravizadas (5,8 milhões de negros ao longo de três séculos e meio), sendo o último país ocidental a abolir a escravidão, em 1888. Conhecer nosso passado e suas nuances é essencial tanto para entendermos o presente, quanto para ajudarmos a traçar estratégias e planos para melhorar o futuro”, ressalta Alice Gomes.

Acredito que, o papel do Movimento Social Negro no momento, é mostrar essa identidade racial de maneira positiva, desligando-a das imagens que predominam nos meios de comunicação, valorizando os agentes de todas as etnias, apresentando bons modelos de representações afirmativas.

Com a aproximação do mês de novembro, são realizadas várias atividades sobre Zumbi dos Palmares, desenvolvidas pelos organismos de Promoção da Igualdades Raciais, sejam Coordenadorias ou Superintendências e também pelos Movimentos Sociais Negros diversos, mais o grande desafio, parece estar justamente em demonstrar a historicidade da construção dessa identidade, e sobretudo, buscar meios de envolver toda sociedade sobre a necessidade de participação nesta causa, “ como diria Abdias do Nascimento , a luta contra o racismo e uma luta em defesa aos Direitos Humanos”.

#identidade #negra #escravidão #abolição #africa #populaçãoafricana #Brasil #culturanegra

3 visualizações0 comentário