Rompendo fronteiras: Queimados recebe comitiva portuguesa e apresenta trabalho de referência realiza


Um encontro intercontinental e histórico para a educação de Queimados: assim transcorreu a manhã desta terça-feira (13), quando educadores portugueses e brasileiros trocaram experiências acerca dos desafios da inclusão. Resultado da parceria entre a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação, o encontro “Caminhando para uma escola inclusiva: Brasil-Portugal” lotou o Teatro Metodista e contou com uma programação emocionante.

Para o Prefeito Carlos Vilela, o momento marca o crescente desenvolvimento da educação queimadense. “Saímos recentemente das últimas posições para o 2º lugar no IDEB em toda a Baixada Fluminense. Isso mostra que tem muito trabalho acontecendo e a inclusão faz parte disso. Vamos chamar mais 39 cuidadores para nossas salas de aula. É uma visão de todo o governo municipal", declarou o gestor.

Após a formação da mesa de abertura - composta pelo Prefeito Carlos Vilela, pelo Secretário da Pasta, Lenine Lemos, pela Subsecretária Dilcelina Souza e pelos docentes lusitanos Luís Miguel Neves (Coord. do Projeto Escola Inclusiva na Europa) e Manuela Faria (Diretora Geral das Escolas de Portugal) -, alunos das salas de recursos das Escolas Municipais Professor Alberto Pirro, Metodista e Professor Leopoldo Machado encantaram a plateia com apresentações musicais – uma delas em Língua Brasileira de Sinais.

“Saio daqui hoje com a alma cheia, tanto pelo acolhimento recebido por nós quanto pelo trabalho que vi aqui. Visitamos países por toda a Europa, escolas particulares e públicas e posso dizer que Queimados não deve em nada a qualquer um desses locais. Aqui verdadeiramente se trabalha a inclusão”, afirmou a Diretora Geral das Escolas de Portugal, Manuela Faria, que viajou acompanhada dos colegas Ana Paula (Coordenadora do Gabinete de Inclusão Educativa), Donalda Baeta e Luís Miguel Gomes (Professores de Inclusão).

De acordo com o Secretário da Pasta, Lenine Lemos, receber a equipe lusitana mostra que o trabalho da educação inclusiva na cidade está sendo feito. "Este é um dia muito especial, porque essa troca de experiências é muito enriquecedora. Apesar de diferentes, somos todos iguais e a escola precisa refletir isso. Agradeço a cada um que esteve aqui para ouvir sobre esse assunto tão essencial à sociedade”, afirmou o gestor.

Aprendizado que emociona

Um dos momentos mais importantes do encontro foi o relato das experiências vividas pela professora Ana Maurício e a dona de casa Suelene Barbosa (33). Juntas, elas detalharam o desenvolvimento do menino Brayan (7) desde que ingressou no 1º ano do ensino fundamental da Escola Municipal Senador Nelson Carneiro.

“Eu tinha preconceito quanto ao ensino público ser inclusivo, até que o médico do meu filho, que tem Transtorno do Espectro Autista, indicou que eu o tirasse da rede particular porque ele estava estagnado. Em menos de um ano, meu menino aprendeu a ler e escrever. O carinho da professora e da cuidadora com ele é tão grande, que ele ainda não escreve o meu nome, mas o delas foram os primeiros que aprendeu”, declarou em lágrimas a moradora do bairro Santa Cecília, em Nova Iguaçu.

Além de educadores da rede pública e particular, prestigiaram o evento vereadores, secretários municipais, representantes do Ministério Público e uma turma de formandos de magistério do CIEP 341 Sebastião Pereira Portes, que assistiu animada a todas as explanações. “Em ocasiões assim a gente vê que há essa preocupação em incluir os alunos verdadeiramente. É muito bom acrescentar as vivências desses profissionais à teoria que aprendemos em sala”, declarou a jovem aluna Luanna Mello (17), moradora do Centro.

Após a manhã de palestras, os convidados almoçaram uma tradicional feijoada e visitaram o CAEEQ (Centro de Atendimento Educacional Especializado de Queimados), onde alunos especiais ou com dificuldades de aprendizagem participam de oficinas, além da Creche Iracema Garcia e a Escola Municipal Professor Leopoldo Machado.

#queimados #portugal #lusitanos #educaçãoespecia

4 visualizações0 comentário

Quem somos

O Estúdio de Criação  foi criado como micro empreendedorismo Individual - MEI em 2010 número:  12.649.813/0001-96 tendo como diretora executiva a jornalista e radialista Dine Estela que atua neste mercado há mais de 20 anos.  

 

                                                                                         Canal de Notícias

           “MINHA BAIXADA”

Este é um dos canais de divulgação próprios da empresa “Estúdio de Criação -  MINHA BAIXADA” que consiste na produção de um site atualizado diariamente com notícias de toda a Baixada Fluminense. O site conta ainda, com colunistas que falam sobre diversos temas e ainda uma  TV WEB com matérias em vídeo, além da produção de um jornal mensal, formato tablóide estendido (tabloide americano)  com tiragem de 25 mil exemplares e distribuição gratuita em toda Baixada Fluminense e Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Diretora presidente: 

Dine Estela (jornalista responsável)

Diretor Comercial:

Fabrícius Custódio Caravana

(advogado)

Colaboradores:

Claudia Maria (jornalista)

Paula Menezes 

Alex  Soares

Professor Jorge Dahl

Leandro  Batista

Sheila Firmino

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
             SIGA-NOS
Contato
minhabaixada@gmail.com
21970387270 
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now