Magé bate a marca de R$ 1,8 milhões em investimentos na agricultura


Membros da equipe do escritório da Emater-RJ em Magé apresentaram os benefícios alcançados através do Programa Rio Rural no setor agrícola, que ultrapassou a marca de R$ 1,8 milhões de reais, que estavam em um fundo perdido, e que foram investidos em propriedades agrícolas no município, no encontro com membros do Comitê Gestor de Microbacia (Cogem), da Emater e dos produtores das seis microbacias do município: Canal da Vala Preta, Rio Cachoeira, Rio Cachoeirinha, Rio Roncador, Rio Suruí e Rio Caioaba, realizado no Clube Agrícola de Cachoeira Grande, nesta segunda-feira (26). “Eu já criava galinhas e com o Rio Rural eu pude aumentar minha produção, e elas estão em um espaço melhor. Eu plantei árvores nativas e frutíferas, preservando as nascentes e plantando e criando sem agrotóxicos”, disse o agricultor Luiz Carlos Ferreira. O supervisor local da Emater-RJ, Edison Rodrigues, reforçou durante a reunião a importância de cada Cogem continuar o trabalho realizado. “Nós estamos aqui hoje principalmente para discutir o futuro dos Comitês e tudo o que eles irão buscar juntamente com o poder público municipal, estadual e federal, as ações para melhorar as condições ambientais, sociais e econômicas dessas microbacias e dessas comunidades no entorno”, explicou. O assistente técnico regional do Programa Rio Rural, Jorge Ferreira de Souza, destacou o desempenho de Magé e a função do COGEM – Comitê Gestor da Microbacia Hidrográfica na contribuição para o acesso ao Programa e na participação ativa dos produtores no processo de desenvolvimento sustentável nas áreas entorno das microbacias hidrográficas. “Magé foi muito bem no programa e foi um dos municípios que se destacou na região, com o Programa que trabalha com foco ambiental, econômico e social. É executado pela Emater e parceiros, e o nosso principal parceiro é a Prefeitura. O objetivo para o futuro é multiplicar projetos bem-sucedidos e disseminar o resultado. É importante a participação de todos e o reconhecimento do Cogem”, disse. Fotos: Gerson Peres 


7 visualizações0 comentário