Gestor de carreiras e professor universitário, que atua na Baixada Fluminense, recomenda cuidado ao


De acordo com relatório Digital in 2018: The Americas, produzido pelas empresas We are Social e Hootsuite, 62% da população brasileira está ativa nas redes sociais. Por isso, ninguém duvida que o número de postagens irá aumentar nos dias do carnaval. Normal, certo? Mas o folião deve ficar atento para evitar problemas com a imagem profissional. O alerta é do gestor de carreiras e professor universitário, Ricardo Machado.

Para evitar problemas, o gestor Ricardo Machado diz que é fundamental evitar correr riscos desnecessários no uso das ferramentas da web. Ele ressalta que a exposição leva o foco para uma boa ou má imagem. Portanto, todos devem tomar cuidado com o comportamento durante os dias de folia. “A atenção nas redes sociais deve ser redobrada, porque uma vez postada uma imagem que não colabora, mesmo que retirada depois, algum estrago já estará concretizado. Aquela fotografia no meio do bloco, naquela posição no mínimo estranha pode te deixar um tanto constrangido ao passar a semana da festa”, frisa.

Machado comenta que a pessoa pode considerar que a rede social é dela e ponto final. Entretanto, segundo ele, é preciso deixar claro também que a postagem foi uma decisão tomada e essa atitude poderá gerar algum resultado. “O que você posta na rede é decisão sua. Mas a imagem que você deseja passar vai para todos. Para os amigos, o RH da sua empresa, para os seus subordinados, para os seus clientes e também para o seu líder”, alerta.

Segundo o gestor de carreiras, a repercussão pode acarretar, por exemplo, em nova reflexão do chefe sobre uma promoção que na cabeça dele já estava, até então, decidida a seu favor. “Depois que inventaram o compartilhar, não temos o controle sobre quem vai ver as imagens após ser postadas”, dispara Machado.

O conselho aos gestores, diretores, vice-presidente, presidentes é evitar impulsos da descontração e da vaidade. “Esses profissionais que ocupam posições de destaque devem ter mais cuidado ao postar fotos e comentários, mesmo especificamente nas páginas pessoais”, afirma. Machado considera que uma repercussão negativa vai gerar críticas e especulações no ambiente corporativo.

Então, qual seria a sugestão? Machado diz que é simples. O negócio é conter a ansiedade. “Por mais que o imediatismo possa ser o grande barato das redes, vale um pequeno esforço para retardar a postagem para um outro momento. Em uma circunstância em que você já não está mais com a adrenalina tão alta, ou envolvido diretamente pela emoção da ocasião”.

Neste novo cenário, na opinião do gestor de carreiras, a pessoa terá melhores condições para avaliar, com mais calma e prudência, quais as imagens e informações que realmente poderão postar e compartilhar com os amigos, família e principalmente colegas de trabalho, sem que sejam provocados arranhões na imagem corporativa.

Outra questão importante são os cuidados com a saúde. Não é de bom tom iniciar o primeiro dia de trabalho ainda apresentando alguns efeitos negativos do Carnaval como cansaço excessivo, que provoca baixa produtividade, ou pior, voltar a trabalhar passando mal, por exageros de comida ou bebida em excesso. “Cuidar da carreira é uma tarefa para o ano todo. Então é bom atentar para alguns detalhes durante a tão esperada festa carnavalesca”, opina Machado.

Se o ano no Brasil realmente começa depois do Carnaval, como diz o ditado popular, Machado recomenda: “Começar o ano com uma boa imagem e zelar por sua carreira é pensar em festejar o próximo carnaval ainda com uma boa carreira”, finaliza.

#cuidadoscmasredessociais #conselhosparafolia #gestordecarreira #gestorRicardoMachado

4 visualizações0 comentário