Rainha Diambi chegou hoje ao Rio


A cidade do Rio de Janeiro está recebendo na manhã deste sábado, 9 de março, a rainha africana, Diambi Kabatusuila  Mukalengna Mukaji wa Nkashama (Rainha da ordem do leopardo), República Democrática do Congo com a finalidade de promover um encontro intercultural com comunidades indígenas e Casas de Matriz Africana que preservam saberes do Congo Kinshasa para troca de informações culturais. A visita da rainha ao Rio foi organizada pelo Observatório Cultural das Aldeias (OCA) em parceria com diversas instituições públicas, filantrópicas e privadas.

 A agenda da rainha no Estado  será extensa e começa neste sábado com a visita à Casa Do Menor São Miguel Arcanjo - Brasil, onde participará de diversas atividades de caráter educacionais e ambientais com Crianças do projeto. Neste mesmo dia, a rainha ainda participará de um  encontro com lideranças Indígenas e líderes Religiosos que tratarão sobre a questão do dialogo ecumênico e a importância do Matriarcado em comemoração ao dia 8 de Março – Dia Internacional das Mulheres. Domingo, 10 de março, a soberana visitará a Igreja de Nossa senhora do Rosário e São Benedito dos Homens Pretos no Centro do RJ, onde participará de um dialogo com a Irmandade responsável pelos cuidados da igreja Ancestral. Ela ainda visita o Museu do Negro e fará uma fala aos Afro-emprendedores. Rainha visita casas de santo da Baixada neste domingo 

Ainda neste domingo, 10, a rainha visita  a casa Ilé Ti Oxum Omi La Lia Obá Ti Odou Ti Ogum Alé- Corte Real da Nação Ijexá – Cidade de Belford Roxo, onde irá participar de um  almoço e ritual Religioso. O terreiro está em processo de tombamento como Patrimônio Cultural e Imaterial do estado do Rio de Janeiro. Na ocasião terá apresentações religiosas e culturas. Ainda neste dia, a soberana segue para Zona Norte do RJ e visita a casa  Muna Nzo Kongo Dya Mayala Mavuemba Nkosi Biole, umas das Casas mais antigas da Nação Kongo/Angola no RJ, ligada à Casa dos Olhos de Tempo que Fala da Nação Angolão-Paketan-BA. No local Ocorrerá o encontro ancestral da espiritualidade Bantu, apresentação do Projeto Mbiracles ( projeto que trata de utilização, ensino e confecção de instrumentos Bantu) e finalizando a noite, uma Roda de Dialogo onde a Soberana Diambi e a Anfitriã de sua visita Cristiane Santos (Papiõn), estarão falando sobre assuntos da atualidade e questões de afirmação dos povos Indígenas e Africanos. Rainha Diambi Kabatusuila recebe moções de aplausos da Alerj e Câmara Municipal de Queimados Na segunda, 11, a Queen Diambi receberá na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, uma moção de aplausos oferecida pela deputada Mônica Francisco PSOL. Cerimônia marcada para as 10h. À noite a também será homenageada pela Câmara Municipal de Queimados com uma moção de aplausos oferecida pela vereadora Dr.ª Fátima Sanches na ocasião da recepção na Casa de Pai Fabricio, às 19h.  Cada França-Brasil recebe a rainha nesta segunda, 11 de março com programação extensa.  A recepção à rainha  na Casa França-Brasil, irá contar com almoço de comidas típicas,  atividades afro e indígena com as apresentações de  Kezo Ariabo e Inae estrela. Também haverá  cânticos sagrados da Nação Kongo-Angola de Tumbondo Muna Nzo kongo dya Mayala (Homens da Casa Sagrado do Governo Kongo) e cantos indígenas Guajajara .

Rainha participa de lançamento de livros 

A rainha Diambi participará do lançamento do livro Índios na cidade do capital – indígenas em contexto urbano na cidade do Rio de janeiro em tempos de Barbárie (2012 -2017).  Escritor e doutor em serviço social, William Berger. A rainha também irá participar  de uma Mesa de apresentação com lançamento do livro, diálogos com Kezo Ariabo e Alfa Kuabo- Pauta – 2019 ANO INTERNACIONAL DAS LINGUAS INDIGENAS , o dialogo sobre a importância das línguas indígenas e africanas , o pertencimento étnico na visão de mundo. Villa Lobos se apresenta para a rainha 

Às 15h está prevista a apresentação da bateria Fina Batucada da Escola de Musica Villa Lobos , direção Mestre Riko. Das 16h:25 às 16h:50 a rainha irá participar da 2° mesa de apresentações  de  Etno moda - pertencimento étnico na moda e no comercio com a designer de moda Marah Silva e o artista e designer, NeoCabano Denilson Baniwa. A mesa será encerrada às 16h:55 com a apresentação do grupo: We´e´na Tikuna com  cantos tikuna.  

Desfile de moda africana  Os anfitriões Inae estrela e Kezo Ariabo irão  apresentar o desfile de moda – Yawereté Ngo- Uma fusão Afro e Indigena das 17h:10 às 17h:40.  

Casa de santo centenária na Baixada recebe a Rainha Diambi nesta segunda, 11 de março 

A casa de santo centenária do Rio, Cabana Espírita de Pai Fabrício em Queimados, Baixada Fluminense,  recebe a rainha nesta segunda, 11 de março, a partir das 19h com um  jantar afro-brasileiro, apresentação da Congada de Pai Fabrício, gira de caboclos, balaxé, baile de gala. 

No seu último dia no Rio, segunda, 11 de março, a rainha irá celebrar a memória da Diáspora africana entre os povos originários e o povo do Congo, com foco na ancestralidade dos descendentes africanos em visita à Casa de Pai Fabrício, uma das casas de umbanda mais antigas do Rio e que praticam a umbanda africanista com raízes do omoloko. A casa completa este em 2019, 105 anos de existência somente na cidade de Queimados, RJ. 

O zelador da Casa, Pai Fabrícius, ressalta a importância histórica e religiosa de uma rainha do Congo, uma de suas raízes ancestrais. “A importância da visita da Rainha Diambi da República Democrática do Congo em nossa casa, significa muito mais do que o fortalecimento cultural religioso entre a religiosidade afro brasileira e a cultura africana, representa a aproximação de nossa ancestralidade através de nossas práticas religiosas, já que nossa base foi sempre dentro da doutrina da falange do grupo dos africanos, em especial dos povos de Congo, Mina e Moçambique que compõem a seara espiritual da gira de todas as Casas da linhagem de Pai Fabrício, difundida por nosso idealizador Custódio de Souza Caravana, no século XIX”, destacou. A Casa também está preparando apresentações de danças africanas pelo grupo de ação social e pesquisas culturais - Origens.  Rainha termina agenda no Rio em visita ao Cristo Redentor  A Rainha Diambi Kabatusuíla e comitiva tem encontro marcado no Cristo Redentor com a Equipe OCA e convidados para encerrar os dias de diálogo no Estado do Rio de Janeiro. De lá, a Rainha e sua comitiva seguem para a Cidade de São Paulo. Em São Paulo, 12 de março, a soberana do Congo será recebida e recepcionada às 14h na sala de autoridades do Aeroporto de Congonhas, na região central da cidade e seguirá em comitiva para o Teatro Marcos Lindenberg da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), no bairro de Vila Mariana, zona sul da capital paulista a fim de participar do Encontro de Tradições Bantu: O que Somos, o que Queremos e para Onde Vamos! Às 19h00, homenagem na Câmara Municipal de Itapecerica da Serra, cidade sede do Nzo Tumbansi ILABANTU, organização que coordena a agenda da Rainha Diambi em terras paulistanas. Ainda em São Paulo a rainha dos Bantu Congo visitará a estátua da Mãe Preta, no largo do Paissandu, o Palácio dos Bandeirantes, sede do Governo do Estado, ao Palácio Anhangabaú (Prefeitura), Museu Afro Brasil, no Parque do Ibirapuera, Palácio 9 de Julho, sede do poder legislativo estadual paulista, onde será homenageada pela deputada estadual Isa Penna, advogada trabalhista, feminista, militante dos direitos LGBT, ativista da rua, juventude anticapitalista e da Frente Povo Sem Medo. Às 19h00 participará de um encontro com lideranças de comunidades tradicionais de matriz Kongo angola, assistirá uma Festa de Candomblé e receberá o título de Grande Benemérita da Cultura Tradicional Bantu Brasileira a ser conferido pelo Nzo Tumbansi ILABANTU e jantar tradicional. Dia 14, visita a comunidades tradicionais de terreiros, encontro com capoeiristas, visita ao Palácio Anchieta, onde será recepcionada pelo vereador paulistano Toninho Vespoli, encerrando a visita com um jantar.

 Sua turnê “Pela paz no Brasil” começou em Salvador no dia  (27/02), Minas Gerais (6, 7 e 8 de março), Rio de Janeiro (9, 10, 11 e 12) e São Paulo (12 a 14). A agenda prevê encontros em universidades, com coletivos étnico raciais, tour pelos pontos turísticos de referências históricas para os povos indígenas e negros, visitas em espaços religiosos e em projetos sociais com crianças. Perfil da rainha ​​

Diambi Kabatusuila, nascida na Bélgica, filha de mãe belga e pai congolês diplomata. Ela cresceu em Kinshasa, na República Democrática do Congo. A rainha tem uma extensa experiência de multiculturalismo não apenas por causa de sua própria formação, mas também porque viajou e viveu em muitos países diferentes. Ela fala 6 idiomas é mãe de dois filhos e um neto. Rainha Diambi é doutora em direito e doutora em filosofia, mestre em psicologia aplicada e mestre em aconselhamento em saúde mental. Ela trabalhou como um terapeuta de saúde mental de bebês e crianças, bem como é uma especialista em dependência de substâncias. Ela consagrou muito tempo dominando questões relacionadas ao trauma e como isso afeta a identidade e como terapeuta treinada (EMDR) detém um grau como praticante de medicina complementar e alternativa. Rainha Diambi também é professora de matemática e francês certificada, ela ensinou francês em um programa internacional de Bacaloreate na Flórida. Como bacharel em Finanças e Economia, trabalhou durante vários anos como consultora económica no Observatoire Social Européen em Bruxelas para a Comissão Europeia e outras agências governamentais na UE. Diambi Kabatusuila foi coroada como o governante do povo Bena Tshiyamba de Bakwa Indu da região central de Kasaï, parte do antigo Império Luba na República Democrática do Congo em 31 de agosto de 2016. Agora detém o título de Diambi Mukalenga Mukaji Wa Nkashama (Rainha do Ordem do Leopardo). Ela foi investida e introduzida em Kinshasa pela Associação de Autoridades Tradicionais e Consuetudinárias do Congo em 5 de agosto de 2017. A rainha é diretora executiva do Umoja Institute, em Nova Orleans, EUA, vice-presidente do FOKABE, sem fins lucrativos em Kinshasa, na República Democrática do Congo, presidente do conselho de administração da African Views, Nova York, EUA. Desde muito jovem, a Rainha Diambi sempre se interessou muito por todas as questões relativas à restauração da Identidade Africana através do estudo da história africana e do patrimônio cultural tradicional do continente e além. Um de seus principais projetos, além da empresa de desenvolvimento rural da Kasaï Central, é buscar alianças para mudar a narrativa sobre o povo africano. “As expressões das culturas africanas foram tão brutalmente reprimidas e demonizadas durante vários séculos com o único propósito de explorar os africanos e suas terras que muitos africanos perderam o senso de si e o que significa ser africano hoje. Os africanos em todo o mundo acostumaram-se a acreditar que não são dignos e que a única maneira de melhorar sua vida é adotar e imitar todos os padrões do Ocidente para reger todos”, observa. SERVIÇO:

Visita oficial da rainha Diambi Kabatusuila ao Brasil Data: 27 de feveiro a 12 de março Locais: Salvador, 27 de fevereiro Minas Gerais (06, 07 e 08 de março) Rio de Janeiro (9, 10, 11, 12 de março). Rio de Janeiro 09/03/2019- SÁBADO – ANCESTRALIDADE 12h- Recepção da Soberana do Congo – Kasaí Diambi e sua comitiva no Aeroporto, onde será recebida pela Equipe organizadora do Instituto OCA responsável pelo encontro ancestral da Soberana com os povos africanos e os povos Originários no Rio de Janeiro/ Brasil. 14h:40 - Visita a Casa Do Menor São Miguel Arcanjo - Brasil, onde participara de diversas atividades de caráter educacionais e ambientais com Crianças do projeto. 18h - Encontro com lideranças Indígenas e líderes Religiosos que tratarão sobre a questão do dialogo ecumênico e a importância do Matriarcado em comemoração ao dia 8 de Março – Dia Internacional das Mulheres. 10/03/2019- DOMINGO – RAIZES ANCESTRAIS 9h às 11h - Encontro da Soberana e sua Comitiva na Igreja de Nossa senhora do Rosário e São Benedito dos Homens Pretos no Centro do RJ, onde participara de um dialogo com a Irmandade responsável pelos cuidados da igreja Ancestral, visita ao Museu do Negro e fala aos Afro-emprendedores. 12h às 16h - Visita a casa Ilé Ti Oxum Omi La Lia Obá Ti Odou Ti Ogum Alé- Corte Real da Nação Ijexá – Cidade de Belford Roxo, Almoço e ritual Religioso, o esta terreiro em processo de tombamento como Patrimônio Cultural e Imaterial do estado do Rio de Janeiro. Na ocasião terá apresentações religiosas e culturas. 16h às 20h – Ao entardecer a soberana segue para Zona Norte do RJ e visita a Muna Nzo Kongo Dya Mayala Mavuemba Nkosi Biole, Umas das Casas mais antigas da Nação Kongo/Angola no RJ.Ligada a Casa dos Olhos de Tempo que Fala da Nação Angolão-Paketan-BA. No local Ocorrerá o encontro ancestral da espiritualidade Bantu, apresentação do Projeto Mbiracles ( projeto que trata de utilização, ensino e confecção de instrumentos Bantu) e finalizando a noite, uma Roda de Dialogo onde a Soberana Diambi e a Anfitriã de sua visita Cristiane Santos (Papiõn), estarão falando sobre assuntos da atualidade e questões de afirmação dos povos Indígenas e Africanos. 11/03/2019- SEGUNDA – YAWERETÉ – NGO – UMA FUSÃO AFRO E INDIGENA 9h às 11h:30 – A Queen Diambi receberá na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, uma moção de aplausos oferecida pela deputada Mônica Francisco PSOL. 12h:30 às 13h:40 - ALMOÇO servido na Casa França Brasil – Comidas típicas indígenas . 14h - Recepção na Casa Franca-Brasil, onde cumprira uma agenda de eventos Afro e Indígena.- apresentação Kezo Ariabo e Inae estrela 14h:20 às 14h:50 - Abertura com Cânticos Sagrados da Nação Kongo-Angola de Tumbondo Muna Nzo kongo dya Mayala (Homens da Casa Sagrado do Governo Kongo) e Cantos Indígenas Guajajara . 14h:50 as 15h:30 - Lançamento do livro Índios na cidade do capital – indígenas em contexto urbano na cidade do Rio de janeiro em tempos de Barbárie (2012 -2017) escritor e doutor em serviço social William Berger. 1°Mesa de apresentação com lançamento do livro, diálogos com Kezo Ariabo e Alfa Kuabo- Pauta – 2019 ANO INTERNACIONAL DAS LINGUAS INDIGENAS , o dialogo sobre a importância das línguas indígenas e africanas , o pertencimento étnico na visão de mundo. 15h:50 às 16h:20 -Intervalo ao som da bateria Fina Batucada da Escola de Musica Villa Lobos , direção Mestre Riko , será servido nesse momento o lanche a comitiva e a rainha. 16h:25 as 16h:50 - 2° mesa- Etno moda- pertencimento étnico na moda e no comercio. Designer de moda Marah Silva, artista, designer, NeoCabano Denilson Baniwa e fechando a mesa Queen Diambi . 16h:55 as 17h:10 – We´e´na Tikuna- Cantos tikuna 17h:10 as 17h:40 - sobe os anfitriões Inae estrela e Kezo Ariabo a apresentar o desfile de moda – Yawereté Ngo- Uma fusão Afro e Indigena 17h:10 às 17h:40 - sobe os anfitriões Inae estrela e Kezo Ariabo a apresentar o desfile de moda – Yawereté Ngo- Uma fusão Afro e Indígena. 18h SAIDA DA CASA FRANÇA BRASIL EM DIREÇÃO A CABANA DE PAI FABRÍCIO 19h - jantar afro-brasileiro, apresentação da Congada de Pai Fabrício, gira de caboclos e balaxé, baile de gala. 12/03/2019- TERÇA-FEIRA 10h - A Rainha Diambi Kabatusuíla e comitiva tem encontro marcado no Cristo Redentor com a Equipe OCA e convidados, “encerra” os dias de diálogo no Estado do Rio de Janeiro e a Rainha e sua comitiva seguem para a Cidade de São Paulo.



45 visualizações

Quem somos

O Estúdio de Criação  foi criado como micro empreendedorismo Individual - MEI em 2010 número:  12.649.813/0001-96 tendo como diretora executiva a jornalista e radialista Dine Estela que atua neste mercado há mais de 20 anos.  

 

                                                                                         Canal de Notícias

           “MINHA BAIXADA”

Este é um dos canais de divulgação próprios da empresa “Estúdio de Criação -  MINHA BAIXADA” que consiste na produção de um site atualizado diariamente com notícias de toda a Baixada Fluminense. O site conta ainda, com colunistas que falam sobre diversos temas e ainda uma  TV WEB com matérias em vídeo, além da produção de um jornal mensal, formato tablóide estendido (tabloide americano)  com tiragem de 25 mil exemplares e distribuição gratuita em toda Baixada Fluminense e Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Diretora presidente: 

Dine Estela (jornalista responsável)

Diretor Comercial:

Fabrícius Custódio Caravana

(advogado)

Colaboradores:

Claudia Maria (jornalista)

Paula Menezes 

Alex  Soares

Professor Jorge Dahl

Leandro  Batista

Sheila Firmino

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
             SIGA-NOS
Contato
minhabaixada@gmail.com
21970387270 
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now