Um resgate histórico - João Cândido - Líder da revolta da Chibata


Em audiência pública na Câmara Municipal de São João de Meriti, realizada pela Casa de Cultura, nesta terça, 7, foi realizado um debate sobre medidas de valorização da memória de João Cândido - líder da Revolta da Chibata. No debate, foi apresentado o projeto em curso do Museu Municipal Marinheiro João Cândido, no ano de recordação dos 50 anos de sua morte.

Adalberto no Nascimento Cândido, carinhosamente chamado por Candinho, de 80 anos, filho do homenageado, morador há anos de São João de Meriti, estava bem emocionado. "Muito, mas muito significativo estar aqui, presente, participalmente nesse movimento cívico". afirmou.

A Dep. Federal, Benedita da Silva, alertou que "Temos que ler a constituição, porque é a partir dela que reivindicamos nossos direitos. Não apenas colocar o nome dele no livro de heróis da pátria, mas colocar no panteão do nosso povo". Lembrou.

Presentes lideranças locais, Frei Tata, Maria da Fé (ambos do Conselho Municipal de Igualdade Racial), Rodney Albuquerque - Pro Reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do RJ (IFRJ). Assim com o Prof. Dr. (UFRJ) Babalawô Ivanir dos Santos.

Ainda na Câmara, estava exposto um quadro de Cândido, pintado em carvão por Rita Vianna, do acervo da Prefeitura. Além de lançamento do livro infantil: "Os meninos João Cândido", de Stela Guedes Caputo, pela editora OMODÉ. Um duo de sax e piano fizeram as honras culturais aos mais de 200 ouvintes.

NA PARTE DA TARDE, NOVO ENCONTRO PARA DEBATER INTOLERÂNCIA RELIGIOSA.

O Grupo Koinonia - entidade ecumênica de serviço composta por pessoas de diferentes tradições religiosas, reunidas em associação civil, realizou na parte da tarde, roda de conversa com lideranças religiosas, em sua sede na Glória, para apresentar o projeto "Egbe - Eu e o Outro" - 1º Encontro Nacional de Povos de Terreiro, que acontecerá de 14 a 16 de junho, em Belo Horizonte, que tem na coordenação Makota Celinha, empreendedora social da Rede Ashoka e coordenadora nacional do Centro Nacional de Africanidade e Resistência Afro-Brasileira (CENARAB). A conversa pontuou também estratégias e táticas em defesa dos povos de matriz africana. Contou com presença de Adailton D.Ogun, Muda, Ivanir dos Santos, entre outros.

A mesa foi composta por Jorge Florêncio, Candinho, Benedita da Silva (Dep. Federal), Prof. Joziel (Dep. Federal), Júlio Araújo (MP), Bruno Correia (Sec. de Educação de SJM) e Marcelo Rosa (Sec. de Cultura de SJM). Presentes lideranças locais, Frei Tata, Maria da Fé (ambos do Conselho Municipal de Igualdade Racial), Rodney Albuquerque - Pro Reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do RJ (IFRJ). Assim com o Prof. Dr. (UFRJ) Babalawô Ivanir dos Santos.


12 visualizações0 comentário