Vítimas de intolerância religiosa participam de audiência pública na Alerj nesta segunda


A Comissão de Combate às Discriminações da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) promoverá, nesta segunda-feira (13/05), uma audiência pública para debater as políticas públicas de combate à intolerância religiosa, em que vítimas desse crime serão ouvidas pelos deputados e autoridades presentes. O grupo vai discutir o cumprimento da Lei Federal 12.288/10 - que assegura o livre exercício dos cultos religiosos e garante a proteção aos locais de culto e suas liturgias – e o da Lei Estadual nº 7.855/18 - que determina que conste dos boletins de ocorrência a tipificação Intolerância Religiosa. O encontro acontece às 13h30, na sala 316 do Palácio Tiradentes. Para o presidente da Comissão, deputado Carlos Minc (PSB), há deficiência em alguns setores da polícia em fazer os registros e também pouco resultado nas investigações. “Nos registros de ocorrências das delegacias policiais têm que constar os crimes motivados por intolerância religiosa, para assim, o Instituto de Segurança Pública (ISP) criar estatísticas e políticas preventivas sobre o tema. Queremos que esses crimes sejam resolvidos, os intolerantes punidos e a liberdade religiosa preservada.”, disse. Participarão da audiência ainda a secretária de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Fabiana Bentes; o secretário de Estado de Polícia Militar, Rogério Lacerda; o secretário de Estado de Polícia Civil, Marcus Vinícius de Almeida; o delegado-titular da Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), Gilbert Uzeda, e representantes da Defensoria Pública e Ministério Público do Rio de Janeiro. O Rio de Janeiro é o estado brasileiro com maior incidência deste tipo de crime, de acordo com o relatório Intolerância Religiosa no Brasil, produzido pelo Centro de Articulação de Populações Marginalizadas (Ceap), com dados de 2011 a 2015. Mais de 70% dos casos no Rio são contra praticantes de religiões de matriz africana. 


6 visualizações

Quem somos

O Estúdio de Criação  foi criado como micro empreendedorismo Individual - MEI em 2010 número:  12.649.813/0001-96 tendo como diretora executiva a jornalista e radialista Dine Estela que atua neste mercado há mais de 20 anos.  

 

                                                                                         Canal de Notícias

           “MINHA BAIXADA”

Este é um dos canais de divulgação próprios da empresa “Estúdio de Criação -  MINHA BAIXADA” que consiste na produção de um site atualizado diariamente com notícias de toda a Baixada Fluminense. O site conta ainda, com colunistas que falam sobre diversos temas e ainda uma  TV WEB com matérias em vídeo, além da produção de um jornal mensal, formato tablóide estendido (tabloide americano)  com tiragem de 25 mil exemplares e distribuição gratuita em toda Baixada Fluminense e Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Diretora presidente: 

Dine Estela (jornalista responsável)

Diretor Comercial:

Fabrícius Custódio Caravana

(advogado)

Colaboradores:

Claudia Maria (jornalista)

Paula Menezes 

Alex  Soares

Professor Jorge Dahl

Leandro  Batista

Sheila Firmino

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
             SIGA-NOS
Contato
minhabaixada@gmail.com
21970387270 
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now