Caxias detém os maiores números de feminicídio da Baixada e inicia campanha para diminuir estes índi


Fotos: Gabriel Mendes

Feminicídio é crime de ódio, e não de amor! Foi com base nesse tema que a Prefeitura de Duque de Caxias, com o apoio de diversos setores da sociedade civil, lançou nesta quarta-feira (12/06), uma grande campanha de enfrentamento à violência contra a mulher. A iniciativa teve início com cerimônia no Teatro SESI de Duque de Caxias e contou com a presença de uma plateia lotada e interessada no debate. O município detém o recorde negativo de campeão nos índices de violência feminina no Estado, o que levou a Prefeitura a promover a campanha. Segundo dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), somente em 2018, foram registrados mais de 3,8 mil casos na cidade. O evento de lançamento contou com a presença de autoridades municipais, estaduais e federais, além de pessoas ilustres como o Pastor Cláudio Duarte, a apresentadora da TV Bandeirantes Gardênia Cavalcanti, a atriz Cristiane Machado, vítima de violência após ser agredida pelo ex-marido, a delegada titular da DEAM de Duque de Caxias, Dra Fernanda Fernandes, representantes da OAB, do Ministério Público e Defensoria Pública, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Firjan Caxias e Região, Câmara Municipal e do 15º Batalhão de Polícia Militar. Os debates aconteceram em dois momentos, com painéis e discussões sobre o tema, apresentação do número de casos de violência no município e as iniciativas de combate desenvolvidas pela Prefeitura, através dos seus equipamentos públicos, e pelos órgãos de segurança. Para a delegada titular da DEAM, Drª Fernanda Fernandes, “o combate à violência contra a mulher exige o envolvimento de todos. A iniciativa da Prefeitura é excelente e chega em boa hora, já que infelizmente os casos na cidade são recorrentes. A expectativa dos organizadores é de que o fórum de discussão permanente ajude a educar para reduzir os casos. Vamos atuar juntos, com conscientização e ação para prevenir e combater os crimes”, explicou. 


6 visualizações0 comentário