Time de Belford Roxo chega a final da Taça das favelas


O time Gogó da Ema (comunidade do município)  está na final da Taça das Favelas 2019 contra o Complexo do Patativas, de Campo Grande. O jogo será disputado neste sábado, às 14h, no Estádio Moça Bonita, em Bangu. 

O torneio de futebol de campo entre favelas, que está em sua oitava edição, é organizado pela Central Única das Favelas (CUFA). 

A Taça das Favelas se inicia nas peneiras internas nas comunidades e vai até a grande final com o objetivo de contribuir para a promoção da inclusão social através do esporte, influenciando positivamente a realidade de crianças e jovens brasileiros, além de promover a integração das comunidades, a ressignificação do território e o fortalecimento da autoestima da juventude das favelas. No Rio de Janeiro, a competição contou com o envolvimento de 96 mil jovens e 240 favelas em várias etapas. O técnico do time, Vinicius da Silva Grijo, explicou que aconteceu uma “peneira” em janeiro deste ano na comunidade com cerca de 300 a 400 atletas e em março foram selecionados os 30 que iam compor o time Gogó da Ema. “Treinamos duro de segunda a sexta e a maioria dos jogos aconteceram nos sábados. Foram seis jogos com seis vitórias e estamos em busca agora da sétima e ganhar a final. No começo, os meninos não estavam acreditando muito, mas depois que começaram a ganhar os jogos, viram que tinham possibilidade de vencer. Então assumiram o compromisso e vão com tudo para a final. O artilheiro da competição é do nosso time, o Ronald Barcellos Arantes, com sete gols”, finalizou Vinicius. Sonho realizado O jovem Maycon Silva Brito joga bola desde os 12 anos e agora aos 17 é volante do time Gogó da Ema. Para o garoto, a “peneira” foi bem difícil, pois disputou a vaga no time com muitos outros jogadores, mas se saiu bem e foi selecionado. “Eu não tinha dimensão de onde eu iria estar agora. Um tempo atrás, eu não imaginava chegar à final da Taça das Favelas. É algo extraordinário. Não é fácil chegar aonde o time chegou, ainda mais depois de enfrentar os obstáculos que encontramos pelo caminho. Quero sair daquele estádio no dia 27 campeão. Minha família e a comunidade merecem essa vitória”, exaltou o garoto que sonha em ser jogador profissional. “Eu tenho como inspiração os jogadores Cristiano Ronaldo e Cuellar, e tenho muita vontade de realizar e poder jogar ao lado deles”, finalizou. Lateral -direito do time, Maicon Juan é xará do volante Maycon, 17 anos. Começou a jogar bola bem cedo aos seis anos de idade e agora está realizando o sonho de estar na Taça das Favelas. “Sempre via a competição pela televisão e redes sociais e hoje posso ter orgulho em dizer que estou na final da Taça. É muito gratificante e estou confiante de que iremos ser campeões”, resumiu. O garoto ainda contou que sonha em ser jogador profissional e poder ajudar sua família. “Além disso, eu escolhi jogar futebol porque desde que me entendo por gente, sou apaixonado pelo esporte e confesso que sou fominha demais”, gargalhou.


8 visualizações0 comentário