MPF questiona medidas de prevenção ao novo coronavírus em presídio da Baixada Fluminense


Após denúncias de presos sintomáticos na Penitenciária Milton Dias Moreira (SEAPMM), MPF cobra o detalhamento da destinação de recursos de fundo penitenciário para combate à covid-19 e informações detalhadas sobre casos narrados pelo Mecanismo Estadual de Prevenção e Combate à Tortura (MEPCT/RJ)



O Ministério Público Federal (MPF) solicitou informações à Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) sobre a situação de presos infectados e/ou sob suspeita do novo coronavírus na penitenciária Milton Dias Moreira (SEAPMM), em Japeri, na Baixada Fluminense (RJ). O ofício pede ainda o detalhamento dos recursos do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) destinados ao combate à covid-19. O ofício foi expedido em procedimento que acompanha solicitação feita pela 7ª Câmara de Coordenação e Revisão do MPF ao DEPEN (Departamento Penitenciário Nacional) e debate medidas de segurança pública na Baixada Fluminense, por meio da chamada "articulação pela vida negra, pobre e periférica", da qual participam entidades, movimentos sociais e instituições como a Defensoria Pública e a OAB.


O ofício pede o esclarecimento da Seap acerca de informações prestadas pelo Mecanismo Estadual de Prevenção e Combate à Tortura do Rio de Janeiro (Ofício MEPCT/RJ nº 065/2020), no qual o órgão, vinculado à Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), complementa informações anteriormente trazidas e aponta o "aumento agudo" de óbitos na unidade SEAPMM, com preocupação acerca da ocorrência de um foco de covid-19 na unidade. O documento relata, por exemplo, a transferência de 54 presos da Penitenciária Milton Dias Moreira (SEAPMM) para o Instituto Penal Cândido Mendes (SEAPCM) em 21 de março, unidade que teve o primeiro caso de morte por covid-19 confirmado pela Seap. Em 18 de abril, ocorreu a morte do interno Junior de Deus da Silva, da Penitenciária Milton Dias Moreira (SEAPMM), tendo causa mortis apontada como insuficiência respiratória. Porém, o Sistema de Identificação Penitenciária (Sipen) não aponta o caso como suspeito de covid-19, a despeito da existência de recomendação expressa do Conselho Regional de Medicina (Cremerj) e do Ministério da Saúde nesse sentido.


O órgão Mecanismo relata que somente quatro pessoas da unidade Milton Dias Moreira estariam sendo tratados como contactantes do preso Fernando Pinto da Silva (a primeira morte por Covid-19 confirmada pela Seap), apesar de 25 pessoas estarem na unidade, não havendo nenhum movimento de investigação ou triagem paralela na SEAPMM sobre casos sintomáticos ou demais contactantes do apenado. O ofício do MPF estabelece o prazo de 72 horas para que a Seap atenda às solicitações e pede o agendamento de reunião para esclarecer as informações.

33 visualizações

Quem somos

O Estúdio de Criação  foi criado como micro empreendedorismo Individual - MEI em 2010 número:  12.649.813/0001-96 tendo como diretora executiva a jornalista e radialista Dine Estela que atua neste mercado há mais de 20 anos.  

 

                                                                                         Canal de Notícias

           “MINHA BAIXADA”

Este é um dos canais de divulgação próprios da empresa “Estúdio de Criação -  MINHA BAIXADA” que consiste na produção de um site atualizado diariamente com notícias de toda a Baixada Fluminense. O site conta ainda, com colunistas que falam sobre diversos temas e ainda uma  TV WEB com matérias em vídeo, além da produção de um jornal mensal, formato tablóide estendido (tabloide americano)  com tiragem de 25 mil exemplares e distribuição gratuita em toda Baixada Fluminense e Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Diretora presidente: 

Dine Estela (jornalista responsável)

Diretor Comercial:

Fabrícius Custódio Caravana

(advogado)

Colaboradores:

Claudia Maria (jornalista)

Paula Menezes 

Alex  Soares

Professor Jorge Dahl

Leandro  Batista

Sheila Firmino

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
             SIGA-NOS
Contato
minhabaixada@gmail.com
21970387270 
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now