Em audiência, nessa quarta, religiosos se encontram com Procurador Geral da Justiça

November 17, 2018

 

O Exmo. Sr. Procurador-Geral de Justiça Interino do Estado do Rio de Janeiro, Ricardo Ribeiro Martins, recebeu nesta quarta, 14, um grupo de religiosos no gabinete, no Centro do Rio para    uma audiência sobre o caso de intolerância religiosa  ocorrido no dia 2 de novembro, no Cemitério de Maruí Grande, bairro de Barreto, Niterói-RJ. 

 

No feriado de Finados, adeptos e praticantes das religiões afro foram impedidos de praticar suas atividades religiosas dentro do cemitério, por um grupo de denominação evangélica. O ato de intolerância religiosa foi testemunhado por diversas pessoas que, horrorizadas, pediram ajuda da Guarda Municipal. 

 

A audiência  foi solicitada pelo interlocutor da CCIR/Comissão de Combate à Intolerância Religiosa - Ivanir dos Santos, que  acompanhado dos advogados Hédio Silva Jr. e Dr Antônio Basilio Filho, além do Baba Tadeu de Oxossi, que vieram exclusivamente de São Paulo, para audiência. 


"Não podemos permitir que nossa crenças ultrapassem o direito religioso do outro. A fé, o modo de culto, ou de expressar a religiosidade. A intolerância, a falta de alteridade e humanidade com outro, que crê e é diferente, são os grandes entraves para a construção de uma sociedade plural onde o respeito e a tolerância possam prevalecer", afirmou o Prof. Dr. Babalawô Ivanir dos Santos.

Presentes também dirigentes umbandistas da “Tenda de Umbanda Ogum Megê”, entre outros representantes religiosos. A reunião contou também com Roberta Rosa - ADHM/MPRJ (Assistente da Assessoria de Direitos Humanos e Minorias). "Temos que nos preocupar com a causa, o sentimento de tristeza é grande", alegou o advogado Hédio Jr. Que pretende mover ação penal pela prática de perturbação de culto, intolerância religiosa e formação de quadrilha.



"Muito bom para o povo de santo, e nós babalorixas ficamos muito satisfeitos pelo babalawô Ivanir, em está se oferecendo como apoio aos terreiros de Niterói", acrescentou Babalorixa Cristiano D Oxosse, da Tenda Espírita Pai Joaquim d' Angola.

O Procurador-Geral de Justiça, Ricardo Ribeiro Martins, se comprometeu em agilizar e dar atenção para a investigação, e já iria encaminhar o caso para 6ª Procuradoria de Investigação Penal de Niterói da 2ª Central de Inquéritos. "Isso não é só uma intolerância religiosa, é racista também", alegou.

"Foi muito produtivo o diálogo, muito satisfeito com a união de todos nós nessa única bandeira, fomos muito bem recebido pelo ministério público', atestou o dirigente Allan Hansen Rosa de Souza, da Tenda de Umbanda Ogum Megê.

crédito das fotos: Byron Prujansky/CODCOM-MPRJ 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Quem somos

O Estúdio de Criação  foi criado como micro empreendedorismo Individual - MEI em 2010 número:  12.649.813/0001-96 tendo como diretora executiva a jornalista e radialista Dine Estela que atua neste mercado há mais de 20 anos.  

 

                                                                                         Canal de Notícias “MINHA BAIXADA”

Este é um dos canais de divulgação próprios da empresa “Estúdio de Criação -  MINHA BAIXADA” que consiste na produção de um site atualizado diariamente com notícias de toda a Baixada Fluminense. O site conta ainda, com colunistas que falam sobre diversos temas e ainda uma  TV WEB com matérias em vídeo, além da produção de um jornal mensal, formato tablóide estendido (tabloide americano)  com tiragem de 25 mil exemplares e distribuição gratuita em toda Baixada Fluminense e Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Diretora presidente: 

Dine Estela (jornalista responsável)

Diretor Comercial:

Fabrícius Custódio Caravana

(advogado)

Colaboradores:

Claudia Maria (jornalista)

Paula Menezes 

Alex  Soares

Professor Jorge Dahl

Leandro  Batista

Sheila Firmino

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
Contato
minhabaixada@gmail.com
21970387270