Ilustres E Anônimos’, uma homenagem às personalidades negras da Baixada Fluminense

November 13, 2019


 

Ano que vem ele completa a maioridade. O projeto ‘Ilustres E Anônimos’ realiza este ano sua 17ª edição. São 17 anos consecutivos homenageando personalidades negras da Baixada Fluminense, região metropolitana do Rio de Janeiro, através das lentes do fotógrafo Paulo Santos, cujas histórias muitas vezes são invisíveis aos olhos da sociedade. Atrizes, produtoras culturais, cozinheiras, estudantes, professoras, artesãs, empresárias, microemprendendoras, servidoras públicas, militantes de movimentos raciais e sociais, isto só para falar um pouco delas. Em 2019, Paulo Santos escolheu um elenco só feminino, são 36 mulheres negras agraciadas. No dia 18 de novembro, elas inauguram a exposição fotográfica pelo Dia Nacional da Consciência Negra, pedindo passagem para o reconhecimento de sua trajetória. 

- Idealizei este projeto para valorizar as pessoas que contribuem com o crescimento social e cultural da nossa região. Este ano temos mulheres de todos os municípios da Baixada. A exposição é itinerante e irá percorrer os 4 cantos daqui. Precisamos dar visibilidade aos que têm uma história rica e de muito valor construída. Através dessas histórias, mostramos que, apesar de tudo, é possível chegarmos lá. Lá, onde cada um realiza seu sonho e é feliz – afirma Paulo Santos.

O TopShopping, que fica na Avenida Governador Roberto Silveira, 540, em Nova Iguaçu, receberá a exposição este ano. Em edições anteriores ela já ocupou o Campus Nova Iguaçu da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, o Campo de Santana, a Central do Brasil, entre outros espaços. Dia 18 de novembro próximo, a partir das 18 horas, no 3º piso, ao lado da Leader, Paulo convida a todos para participarem da homenagem a estas mulheres. Vai ter desfile de moda afro com o grupo Afrontando, de Paracambi, e o solo de dança “O sagrado que habita em mim” com a artista L’ayo. A exposição fica ali até o dia 30. A partir de 1 de dezembro começa sua fase itinerante.

Sobre Paulo Santos:

· É fotógrafo há mais de 30 anos, sendo seu trabalho voltado para os movimentos sociais.

⦁ Foi repórter fotográfico do jornal “O Dia”, ficando nessa função de 1995 a 1997, passando a exercer o cargo de editor fotográfico do Caderno Interior até 2001.

⦁ Fez parte do jornal Maioria Falante, na década de 90, onde com o apoio da Embaixada da Nigéria fez a exposição fotográfica “Olhar da Maioria”, que rendeu ao jornal uma viagem de intercâmbio para Nova York. EUA.

⦁ Em Nova Iguaçu, desenvolve desde 2001 os projetos “Mulheres que Fazem” e “Ilustres & Anônimos” projetosque transformaram em livros.

⦁ Em 2011 lançou o livro “Nova Iguaçu Imagens”

⦁ Em 2014 lançou o livro “Baixada Fluminense em Preto e branco”

⦁ Em 2015, no Largo da Carioca, no Centro do Rio, fez a exposição fotográfica “Belezas da Baixada”.

⦁ Em 2017 lançou a segunda edição do livro "Baixada Fluminense em Preto e Branco".

⦁ Atualmente trabalha com assessoria de imprensa junto à entidades sindicais e sociais.





HOMENAGEADAS ILUSTRES 2019



· Gilza Rosa Moraes – Japeri

Artesã, realizou seu sonho de trabalhar e construir sua renda na cidade que mora. Integra o movimento Economia Solidária e milita no grupo de discussão racial e social ‘Somos Todos Iguais’.



· Adriana Martins – Nova Iguaçu

Ativista da Articulação de Mulheres Brasileiras, é candomblecista e faz parte da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa do Rio. Feminista, é defensora dos Direitos Humanos e luta pelo fim do racismo.



· Elisabete Farias de Oliveira – São João de Meriti

Moradora da São João de Meriti há 26 anos, integra a Rede de Mães e Familiares da Baixada Fluminense vítimas da violência. Sua luta diária é por uma sociedade sem racismo e igualitária.





· Lecticia Cordeiro (Oiadessi) – Seropédica

Mãe, avó e esposa, é sacerdotisa do Abassá Oyasimbelepa, do Candomblé de Angola. Defensora da igualdade racial e preservação da cultura negra, é criadora do projeto Encontro Cultural de Conscientização Negra, em Seropédica.



· Aryane Funpe - Magé

Assistente social, trabalha com mulheres, crianças e jovens no Centro Cultural Casa da Pedra, entidade que é coordenadora. Candomblecista, é membra do Ile Ase Ogun Alakoro.



· Duda Moreno – Belford Roxo

Produtora cultural, modelo, poetisa e pesquisadora. Milita no Coletivo Pó de Poesia e Fulanas de Tal. Atua, também, no Coletivo de Negros do curso de Geografia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Em suas palavras, “Não sou poetisa, sou poesia”.



· Fabi Vicente – Nilópolis

É microempresária no segmento de entretenimento. Mãe de Rodrigo, de 1 ano, e de Ana Beatriz, de 3 anos, é nos seus filhos que se inspira quando luta por um país igual para todos.



· Elisângela Ribeiro – Magé

Trabalha como autônoma na reciclagem de lixo. Seu objetivo é se especializar no ramo da gastronomia e abrir seu próprio negócio. Seu sonho maior: proporcionar um futuro melhor para toda sua família.



· Larissa Ferreira – Queimados

Nascida e criada na cidade de Queimados, aos 18 anos já é uma empreendedora e atua como professora de moda no curso CNX Model’s.











· Maria das Graças Ferreira – Queimados

Professora, atualmente é coordenadora da Educação de Jovens e Adultos da Secretaria de Educação de sua cidade. Participa de grupo que estuda as relações étnico-raciais nas escolas.



· Daise Aparecida – Paracambi

Aos 79 anos, é artesã, liderança comunitária e fundadora da Associação dos Artesãos de Paracambi. Organiza conversas com senhoras da sua idade com o objetivo de elevar a autoestima dessas mulheres.







· Deise Neves – Mesquita

Professora de Matemática e produtora cultural, pós-graduada pela UFRJ, é musicista e ama trabalhar com arte e diversidade. Há 23 anos se dedica ao magistério. Atualmente trabalha com autistas e com Educação de Jovens e Adultos.





· Claudia Aparecida Leite – Mesquita

É servidora da Fiocruz onde exerce a função de analista contábil. Faixa preta de judô, é a atual 1ª colocada do ranking carioca na categoria Veteranos. Casada e mãe da Isabella, encontra em sua fé católica força e a esperança em Deus

para ser feliz.



· Lóide Regina dos Santos – Seropédica

Professora de Artes e mestranda em Educação pela UFRRJ, é militante da cultura afroindígena. Pretende lecionar no ensino superior, utilizando sua experiência adquirida em sua vivência nos movimentos sociais.









· Luandeh Corrêa – Nova Iguaçu

Produtora executiva especializada em direção, produção audiovisual, gestão, elaboração de projetos,assessoria de relações internacionais e produção musical, é licenciada em Animação e Produção Artística. Èco-diretora do curta universitário ‘Francisca’.



· Victoria Santos – Seropédica

Microempreendedora no ramo da gastronomia, é especializada em doces. Dançarina do Grupo Afro Tetembua, é mãe dos meninos Pedro, Lucas e Luis, sua base de vida. É makota no Candomblé Angola,









· Aryelle Christiane – Nilópolis

Produtora, atriz e diretora teatral, Atualmente dirige o espetáculo “Abraços que sufocam”. É na arte que encontra caminhos para se expressar e transformar o mundo.



· Bells – Nilópolis

Isabella de nascença, Bells por essência. Nascida e criada em Nilópolis, é atriz. Sempre esteve ligada à arte escrevendo musicais e fazendo performances.



· Marta Santos- Nova Iguaçu

Professorade Dança de Salão e cozinheira profissional, coordena o curso de dança na Federação de Associação de Moradores de Nova Iguaçu (MAB). Mãe do Yago, de 15 anos, vê nas artes um caminho para alcançarmos um mundo de paz.











· Nivia Raposo – Nova Iguaçu

Historiadora, encontra no amor por seus filhos a força para enfrentar os desafios do dia a dia. É militante da Rede de Mães e Familiares da Baixada vítimas da violência do Estado e da Frente Feminista Hidra.



· Adriana Silva de Oliveira – Japeri

Pedagoga, foi eleita conselheira tutelar em Japeri este ano. Ativista dos grupos Luta pela Igualdade Racial e Fórum de Economia Solidária de sua cidade, é evangélica e encontra em sua fé forças para combater todos os tipos de preconceitos.



· Thaís Ly – São João de Meriti

Motivada por seus pais e sua filha, tornou-se empreendedora no ramo da beleza, sendo trancista e estilista, Seu trabalho é referência em todo o Estado. 1ª Miss Excelência da sua cidade, faz parte do Coro Sinfônico da Baixada Fluminense.





· Tati Brandão – Belford Roxo

Mentora e treinadora em desenvolvimento de lideranças negras femininas, é ativista do feminismo negro e empreendedora de negócio social. Voluntária da EDUCAFRO, e comentarista do Programa Fala Comunidade, da Rádio Angolana Kwanza Rio.



· Janete Baptista – Nilópolis

Professora de rede pública, atua também no Pré-Vestibular Social Quilombo Kilombar, em Magé, e participa do grupo Professores Étnicos-Raciais, grupo de discussão e intervenção na educação. Candomblecista, é membra da Casa de Asé Ogum Alakoro.







· Karol Campos – Nova Iguaçu

Empresária da moda, é proprietária da Boutique Karol Campos, especializada em roupas femininas de diversos estilos. Umbandista, a prática religiosa tem servido como suporte para lutar cada vez mais pelo empoderamento feminino.



· Thaíla Queiroz – Nova Iguaçu

É encantada com o ambiente escolar desde criança. Motivada por seus pais, formou-se na área do Magistério e hoje é professora de História na Baixada Fluminense. Faz parte do Gestar – Grupo de Estudos e Ação Racial.





· Ana Cristina Martins – Duque de Caxias

Mãe e avó, tem grande orgulho de sua família. Assistente administrativa por profissão, trabalha na Secretaria de Gênero, Raça e Etnia do Sindsprev/RJ.





· L’ayo – Nova Iguaçu

Estudante do 3º ano do Ensino Médio, faz parte, há 8 anos, do grupo de maracatu virado Baque da Mata. Candomblecista e militante do Feminismo Negro, é apaixonada por artes e seu sonho é ser dançarina e artista.



· Claudielle Pavão – Nilópolis

Professora de História na rede pública do Rio, é pesquisadora de questões de gênero e raça, a partir da perspectiva feminista negra. Cursa doutorado em História na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.



· Janine Nolasco – Paracambi

Servidora pública da Prefeitura de Paracambi, é mãe de 2 filhas. Um dos seus objetivos de vida é cursar a faculdade de Direito.





· Ilsimar de Jesus – São João de Meriti

Integrante do coletivo Rede de Mães e Familiares da Baixada Fluminense, tem dedicado sua vida à luta por jovens felizes e assistidos pelo Estado, com respeito às diferenças e oportunidades iguais.



· Edilaine de Oliveira Henrique – Mesquita

Formada em Propaganda e Publicidade, trabalha como fotógrafa, principalmente no segmento infantil. Tem atuação pela inclusão racial e social de todas as pessoas.





· Rose Cipriano – Duque de Caxias

Professora de Educação Especial na rede municipal de sua cidade, milita no MNU – Movimento Negro Unificado e no Coletivo Minas da Baixada. Sua história é marcada pela luta por uma educação pública de qualidade no Rio de Janeiro.



· Maria da Fé – São João de Meriti

Teóloga, é aposentada como educadora da rede pública estadual de Educação. Coordena a Pastoral de Combate ao Racismo da Igreja Metodista do Estado do Rio e é conselheira da Igualdade Racial em sua cidade.











· Jacqueline Akalo – Itaguaí

Professora e pedagoga, é especialista em Contação de Histórias, com ênfase em contos afroindígenas. Servidora estadual da Educação, dirige o Teatro Municipal de Itaguaí e desenvolve trabalho com Formação de Professores.



· Claudia Duarte – Paracambi

Comerciante, nascida em Paracambi, mãe de 2 filhos, quer ser reconhecida pelo seu trabalho, espalhando alegria por onde andar.


 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Quem somos

O Estúdio de Criação  foi criado como micro empreendedorismo Individual - MEI em 2010 número:  12.649.813/0001-96 tendo como diretora executiva a jornalista e radialista Dine Estela que atua neste mercado há mais de 20 anos.  

 

                                                                                         Canal de Notícias “MINHA BAIXADA”

Este é um dos canais de divulgação próprios da empresa “Estúdio de Criação -  MINHA BAIXADA” que consiste na produção de um site atualizado diariamente com notícias de toda a Baixada Fluminense. O site conta ainda, com colunistas que falam sobre diversos temas e ainda uma  TV WEB com matérias em vídeo, além da produção de um jornal mensal, formato tablóide estendido (tabloide americano)  com tiragem de 25 mil exemplares e distribuição gratuita em toda Baixada Fluminense e Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Diretora presidente: 

Dine Estela (jornalista responsável)

Diretor Comercial:

Fabrícius Custódio Caravana

(advogado)

Colaboradores:

Claudia Maria (jornalista)

Paula Menezes 

Alex  Soares

Professor Jorge Dahl

Leandro  Batista

Sheila Firmino

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
Contato
minhabaixada@gmail.com
21970387270